A habilidade que te leva além -Descubra como a curiosidade pode desenvolver sua vida profissional

blog

Conteúdos pra inspirar criatividade, produtividade e arte.

Muito do jeito que a gente pensa e trabalha está escrito aqui. São conteúdos sobre produtividade, arte, design, criatividade, cultura organizacional e também sobre ferramentas de trabalho. Aproveite.

  • Espaço Sete Criativo

A habilidade que te leva além -Descubra como a curiosidade pode desenvolver sua vida profissional



O gato morreu de curioso - Com certeza muitos de vocês já ouviram esse ditado em algum momento na vida - provavelmente quando eram mais novos e se metiam em conversa alheia ou faziam perguntas demais- essa conotação negativa de curiosidade a faz parecer como algo ruim e que devemos evitar ao máximo, mas será que ela está correta?


Vamos ver a definição de curiosidade: O desejo intenso de ver, ouvir, conhecer, experimentar algo novo, original, desconhecido. A palavra tem um sentido muito forte de adquirir conhecimento novo, explorar e até desvendar mistérios desconhecidos - um significado positivo, o extremo oposto do sentido dado à mesma palavra pelo ditado popular.


Porém, por mais que a curiosidade tenha uma grande influência no âmbito da aprendizagem e do conhecimento, estudos recentes mostram que ela vai além: ser curioso melhora os relacionamentos, aumenta a criatividade e otimiza conversas.


Uma delas é a publicação da revista Greater Good que divulga vários estudos que mostram que pessoas curiosas tem um melhor relacionamento e conexão com os outros à sua volta. Já a Harvard Business Review diz que pessoas com um maior quociente criativo, que sempre buscam respostas e conhecimento, tendem a ter ideias mais criativas. E ainda, esse processo leva as pessoas a ter um leque de conhecimento maior ao longo do tempo.


Um bom exemplo de como a curiosidade pode ajudar no ambiente profissional é quando estamos trabalhando em equipe. Quando questionamos sobre o que porquê daquele projeto, como as coisas funcionam e como elas podem ser feitas, acabamos inspirando os outros participantes do time a pensar dessa maneira, e consequentemente a dar voz às suas conclusões. Assim, trazendo mais criatividade e inovação para o projeto.


Outra aplicação no mundo corporativo seria a curiosidade aplicada, uma qualidade presente em grande parte dos CEOs, segundo a pesquisa de Adam Bryant, ex

colunista do The New York Times. Resumidamente, podemos dizer que a curiosidade aplicada é ser intencionalmente curioso - questionar como as coisas à sua volta funcionam, quem são as pessoas que te cercam, achar os padrões e pensar como mudá-los, dividir esse processo com outras pessoas para que elas também possam fazer os seus questionamentos.


Já dizia Albert Einstein que toda a sua genialidade na verdade era devida à sua curiosidade, como ele mesmo disse “I have no special talents. I am only passionately curious” (Não tenho nenhum talento especial. Sou apenas extremamente curioso).

Talvez todos temos um pouquinho de Einstein dentro de nós...


Seja curioso, pergunte, questione, investigue, descubra só assim você vai conseguir enxergar as coisas que a maioria das pessoas não veem, ter ideias originais e criativas. Se deixe ser curioso o suficiente para experimentar coisas novas e diferentes, é a partir da experimentação que vem a inovação.


* Link para matéria da revista Greater Good

** Link para matéria da Harvard Business Review


Camila Avelar

Comunicação

0 visualização
>

© 2019 por SETE CRIATIVO